Fale conosco pelo
Skype

Meu status

 
 
 

.:: Home ::.

Dicas Gerais Para compra...
VAI COMPRAR UM IMÓVEL NOVO ATRAVES DE FINANCIAMENTO?
Que tipo de financiamento escolher?...
Construir patrimônio e se livrar do aluguel são os principais objetivos de quem compra uma casa financiada. Nessa hora, há um cuidado importante a tomar. A prestação não deve comprometer mais que 20% da renda familiar mensal. É fundamental também verificar o sistema de amortização que será usado para pagar a dívida. Ou seja, a maneira pela qual as prestações serão atualizadas. Existem três opções: Sistema de Amortização Constante (SAC), Sistema de Amortização Crescente (Sacre) e Tabela Price. Nas duas primeiras, mais vantajosas para o mutuário, as parcelas são mais altas no início e vão diminuindo com o tempo. No sistema Price, elas aumentam ao longo do contrato. Quanto mais puder dar de entrada, melhor. Para isso, vale a pena usar o saldo do FGTS e das aplicações financeiras, já que os juros que você vai pagar em um financiamento sempre serão muito maiores do que o rendimento de qualquer aplicação. Outro conselho útil é adiar a compra por um ano e, durante esse período, poupar o valor equivalente ao que pagaria de prestação. Dando esse dinheiro economizado de entrada, é possível reduzir o financiamento em dois anos.

A seguir, as vantagens e desvantagens das quatro principais modalidades para comprar a casa própria a prazo. Com a ajuda do economista Alcides Marini, consultor da Associação Brasileira dos Mutuários da Habitação (ABMH) e especialista em financiamento imobiliário, e da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), Veja São Paulo fez a simulação de como seria comprar um apartamento de 200 000 reais com um financiamento de quinze anos em cada uma das modalidades: SFH, SFI, consórcio e direto com a construtora. A associação fornece orientações gratuitas sobre financiamentos imobiliários pelo telefone 3743-7884.

Sistema Financeiro de Habitação (SFH)

Quem estabelece as regras: o banco
Valor que pode ser emprestado: até 100% do preço do imóvel
Prazo médio para quitar a dívida: entre cinco e vinte anos
Sistema de amortização: pelo SAC, Sacre ou Tabela Price
Taxa de juros: 12% ao ano
Indexador: TR (0,21% ao mês)
Vantagens: o mutuário recebe o dinheiro na hora, podendo adquirir o imóvel imediatamente. As taxas de juros são tabeladas em, no máximo, 12% ao ano
Desvantagens: os bancos fazem muitas exigências cadastrais e não costumam financiar mais que 70% do valor total do imóvel


Sistema Financeiro Imobiliário (SFI)

Quem estabelece as regras: o banco
Valor que pode ser emprestado: até 100% do preço do imóvel
Prazo para quitar a dívida: entre cinco e vinte anos
Sistema de amortização: SAC ou Tabela Price
Taxa de juros: de 13 a 15% ao ano
Indexador: TR, INPC ou IGP-M
Vantagens: o financiamento pode ser feito também para a compra de um segundo imóvel ou para um imóvel comercial. Não há limite no valor do financiamento nem no preço do imóvel
Desvantagens: os juros são mais altos e os bancos exigem comprovação de renda


Consórcio

Quem estabelece as regras: a administradora do consórcio
Valor que pode ser emprestado: até 100% do preço do imóvel
Prazo para quitar a dívida: até vinte anos
Sistema de amortização: Tabela Price ou SAC
Taxa de administração: 20%
Indexador: INPC ou IGP-M
Vantagens: não exige pagamento de entrada nem comprovação de renda, até que você seja contemplado
Desvantagens: se demorar a ser sorteado ou não puder fazer um lance, o consorciado poderá esperar muitos anos até poder comprar o imóvel. Há risco de inadimplência do grupo


Construtora

Quem estabelece as regras: a construtora
Valor que pode ser emprestado: até 100% do preço do imóvel
Prazo para quitar a dívida: entre cinco e oito anos
Sistema de amortização: SAC ou Tabela Price
Taxa de juros: 12% ao ano
Indexador: INPC, IGP-M ou INCC (Índice Nacional do Custo da Construção)
Vantagens: os critérios para concessão do crédito são menos rígidos. Em caso de inadimplência, é mais fácil negociar um imóvel de menor valor com a construtora
Desvantagens: o preço final é alto e você só recebe a escritura depois de pagar tudo.
Importante: Somente compre imóvel financiado por construtora se o empreendimento em questão possuir REGISTRO DE INCORPORAÇÃO IMOBILIÁRIA, documento este que garante a sua compra no caso de a construtora quebrar, caso contrário vai ser difícil recuperar o dinheiro já investido.
 
 
Voltar